A beleza da união


Agora sofro as atitudes que tomei por acreditar em verdades ignorantes... Somente conhecendo a beleza da união é que a gente tem a força para não se enganar... (Raul Seixas - Diamante de mendigo)

A beleza da união começa não nos diálogos agradáveis e engraçados, não no bem estar e admiração mútuas que as palavras trocadas são capazes de fornecer: isso é o que nos convida a abrir a porta e ir deixando alguém entrar. Ela começa tarde... Quando nem todos os momentos compartilhados requerem palavras que externem aquilo que se sente, simplesmente por estarmos tão conectados a alguém a ponto de olhar nos olhos e apenas com uma troca de sorrisos carregar a tranquilidade que o nosso coração sente ao confirmar que o do outro está sentindo o mesmo, de que ele está ali, compartilhando daquele momento com a mesma intensidade e o enxergando através das mesmas lentes: aquelas moldadas pelos arquivos diários e silenciosos  da alma.

Fonte:
http://www.contioutra.com/o-amor-comeca-tarde/
Postar um comentário

Postagens mais visitadas