Gostaria de brincar com o tempo

Transcrevo o poema "Gostaria de brincar com o tempo” que foi retirado do blog http://rafabernardino.blogspot.com/. Para ilustrar este poema escolhi a imagem de um quadro do Salvador Dali que se chama “Persistência da memória.”

Às vezes eu gostaria de brincar com o tempo. Saber o meu futuro, e de tempos em tempos visitar algum passado, aquele momento que já desejei ser eterno... Gostaria de em apenas um momento poder controlar esse tempo. Se eu tivesse escolha, congelaria o tempo ao seu lado, num momento de paz, onde o nosso estado de espírito é de puro amor, livre de qualquer outra coisa ou sentimento... Em um momento de prazer, no calor do seu corpo. Infelizmente não sou o dono do tempo, e um dia sei que irei te deixar (em breve)... Quando esse dia chegar, espero que o tempo pare para meu corpo, para meu espírito, e eu volte sempre ao passado, em um lugar onde eu possa te encontrar. Esse será o meu céu, sempre com você, esse será meu eterno paraíso.

(Rafael Bernardino)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas