Ron Mueck – Jovem casal

A impressão que você teve desta obra vendo-a de frente se manteve ao ver a parte de trás? Por quê? Que significado você atribui ao gesto das mãos nas costas da escultura?


Quando o Estrambólica Arte viu o “Jovem casal” pela frente achou-os muito fofinhos e confidentes. Suas roupas, as Havianas da menina, tudo muito doce e refletindo a ardente e apaixonante fase da adolescência. No entanto, ao ver a obra do lado de trás vê-se o movimento e a tensão da raiva, do ciúme, da arrogância, manifestados pela mão do garoto agarrando com força a mão da menina; O que aconteceu para motivar tal atitude não se sabe ao certo, mas é visível pela tensão da mão do menino certa agressividade. Imaginei uma cena de ciúmes, com o menino questionando porque ela estava conversando com outro garoto e a ameaçando de romperem, caso ela continue assim com esse comportamento “simpático” para com outros garotos. Um chato, esse menino. Olhando bem, ele tem uma expressão de mimado e egoísta. Outro ponto a se observar é que nem sempre a realidade é o que aparente ser. Quando olhado apenas de frente o “Jovem Casal” demonstra uma cumplicidade e doçura, porém quando se observa mais de perto percebe-se justamente o contrário.

“Muitas vezes as esculturas de Rom Mueck representam figuras que parecem congeladas em uma situação banal do cotidiano, estimulando nossa imaginação a criar sobre elas. Também é mobilizada nossa vontade de identificação, talvez pela perfeição da representação nos fazendo questionar: em que suas vidas se assemelham com a minha?
“Na escultura “Jovem Casal” a narrativa que criamos apresenta contradições conforme nos deslocamos ao redor. A aparente tranquilidade do casal diante de nós parece ser desmentida pelo gesto que se vê às costas. Esse gesto feito quase às escondidas parece ter sido flagrado por nós, surpreendendo a intimidade da relação entre as figuras”.
Fonte:

Folheto da Exposição
Postar um comentário

Postagens mais visitadas